Quando Deus vira máquina de refrigerantes…

Quando vi quase não acreditei. Aliás, eu não teria acreditado se não tivesse visto. Era um envelope para colocar ofertas. Havia, em letras garrafais, sobre um fundo vermelho: “Grande campanha da prosperidade”. Em meio a uma nuvem de versos descontextualizados, estava um espaço para colocar o valor da oferta. No verso do envelope havia: “Senhor, eu quero”. Como em uma prova de múltipla escolha, tinha várias opções para marcar, como prosperidade na saúde, emprego, aumento de salário, geladeira, fogão, forno microondas, jogo de cozinha, jogo de sofá, calçados, roupas, computador, sítio e outros.

Foto: Divulgação

Ah, meu irmão, eu fiquei louco. Sabe quando o zelo pela Palavra se mistura com nossa carnalidade? Foi exatamente isso. Eu queria bater muito no pastor da sinagoga de satã que promoveu essa campanha. Mas que doideira! Como alguém pode viver algo assim e ainda por cima chamar isso de cristianismo? Como alguém pode fazer um “toma lá, da cá” com Deus? Eu dou minha oferta, marco a opção de minha preferência e recebo o que quero, como numa máquina de refrigerantes. É como dizem, sabe… uma mão lava a outra. Nós damos a Deus nossa semente e Ele nos dá os acres de terra. É a barganha santa…

Sabe, diante de tudo isso, existe algo que me incomoda muito. Quando eu olho para dentro de mim e analiso minhas orações, percebo que eu também tento barganhar com Deus. Não que eu dê dinheiro em troca de bens, mas, muitas vezes, eu entrego minha oração a Deus com o único intuito de receber algo em troca. Às vezes eu vou a Deus não para ter comunhão com Ele, mas apenas para pedir por alguém ou por mim, independente do relacionamento paternal que deveríamos ter. Não para adorá-lo incondicionalmente, mas por que eu quero algo e, mesmo dizendo “que seja feita a sua vontade”, tenho que a oração é o preço para conseguir. É como dizem, sabe… uma mão lava a outra.

Claro que existem proporções a considerar, mas quando eu olho com cuidado, vez por outra não vejo muita diferença entre minhas orações e a “Grande campanha da prosperidade”. Parece que a vontade de pagar por algo já vem na má natureza humana e isso corrompe até nossas orações. Lutar contra o sentimento de orar apenas por um fim tem se tornado minha luta diária. Agora, antes de dobrar meus joelhos já sabendo por quem ou porque orar, tento me relacionar com meu Senhor sem esperar nada em troca. Espero que Deus continue operando no meu coração e me levando a adorá-lo incondicionalmente. Não apenas pedindo benção para mim ou para outros, mas sendo filho. E como filho, me relacionando com meu Pai. Não quero dar minha oração a Deus e, inconscientemente, marcar quais bênçãos eu quero receber. Que Deus nos dê força para rasgar o nosso envelope para ofertas e substituí-lo por uma comunhão real e vida com aquele que nos ouve e conhece nossas necessidades.

Fonte: Yago Martins / Púlpito Cristão

Published in: on outubro 20, 2010 at 10:43  Deixe um comentário  

Pastor Silas Malafaia divulga novo vídeo sobre as Eleições 2010…

Durante o período eleitoral, muitas são as declarações, promessas e articulações políticas para conquistar a confiança da sociedade. Mas, ao escolher o melhor candidato e exercer o voto consciente, é preciso avaliar de diversos ângulos o perfil e a proposta dos elegíveis. Às vésperas do segundo turno das eleições para presidente da República no Brasil, que acontecerá no dia 31 de outubro, o pastor Silas Malafaia grava um novo vídeo de conscientização para o povo evangélico.

Após a tentativa de Dilma Rousseff de demonstrar sua religiosidade e declarações do candidato José Serra sobre o apoio à união civil homossexual, novas discussões polêmicas surgiram. O pastor Silas, então, trouxe alguns esclarecimentos para que o brasileiro reflita e escolha a melhor opção de voto.

Assita ao vídeo:

Para assistir ao primeiro vídeo clique aqui.

Fonte: Silas Malafaia

Published in: on outubro 17, 2010 at 13:17  Deixe um comentário  

Guia espiritual é o 1º dos mineradores a voltar a local do acidente

José Henríquez, um dos 33 operários resgatados da mina San José, foi o primeiro dos homens que ficaram presos a retornar ao local para recolher os pertences que tinham ficado em seu armário. Henríquez, ficou conhecido como “o pastor” porque tornou-se o guia espiritual do grupo durante os 69 dias em que ficaram aguardando o resgate.

“Ele quis estar aqui para ver as coisas mais de perto, após todo este processo, tudo o que vivemos aqui e para estar em paz, tranquilo. Ao mesmo tempo, estamos dando graças a Deus”, disse seu irmão Gastón à Rádio Cooperativa. Gastón acrescentou que o fato de estar novamente no local “traz sentimentos de nostalgia”. “O processo que vivemos aqui vai desde a angústia até a alegria. É um momento muito forte, de muita emoção”, disse.

José Henríquez assumiu o papel de guia espiritual entre seus companheiros por sua fé na religião evangélica. Ele pediu 33 bíblias e comandava as preces duas vezes ao dia.

Aos 54 anos de idade, José trabalhava na mina há 33 anos, e em janeiro estava presente no interior da jazida San José quando aconteceu um vazamento de gás. Na ocasião, sofreu um desmaio.

“O Pastor”, 24º a sair da mina, chegou à superfície às 17h59 locais (mesmo horário em Brasília) na última quarta-feira. Ele tem duas filhas gêmeas, que o definem como um homem introvertido e carinhoso.

Neste domingo, os familiares dos mineradores participarão de um ato ecumênico no local onde foi montado o Acampamento Esperanza. As presenças dos 33, porém, não estão confirmadas. Além disso, não será permitida a presença da imprensa.

Fonte: Veja / EFE

Published in: on outubro 17, 2010 at 11:18  Deixe um comentário  

Pastor Silas Malafaia fala sobre aborto no programa do Ratinho

Aborto, união homossexual e mudança de voto à presidência da República. Estes foram alguns dos temas discutidos no Programa do Ratinho, no SBT, nesta quarta-feira (13/10), com o psicólogo e pastor Silas Malafaia, que chegou a ser o mais comentado do mundo no twitter por causa de sua firme posição sobre essas questões polêmicas.

O primeiro assunto em pauta foi o aborto, responsável por levar mais de 3 milhões de mulheres a fazerem curetagem, cirurgia mais realizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo levantamento do Instituto do Coração da Universidade de São Paulo, uma em cada cinco brasileiras já abortaram, um procedimento que pode gerar graves complicações.

O pastor Silas destacou algumas delas. “Pesquisas nos Estados Unidos revelam que as mulheres que abortam estão sete vezes mais propensas ao suicídio. De 30 a 50% delas passam a ter disfunção sexual; 65% são acometidas de depressão; e ainda estão três vezes mais propensas à internação psiquiátrica”.

Asssita aos vídeos:

Confira as principais partes da entrevista:

Ratinho: Por que o senhor é contra a legalização do aborto?
Pr. Silas: A sociedade rejeita o aborto porque 99% dos casos são fruto de promiscuidade e irresponsabilidade. O ser que está numa mulher não é um prolongamento do corpo dela. Na gestação, o agente ativo é o feto, e o passivo, a mulher. É o feto que regula o líquido amniótico, e em alguns casos é ele que determina quando vai nascer.

Ratinho: Eu nunca tinha pensado por esse ângulo. Ninguém nunca tinha me dado uma resposta assim.
Pr. Silas: Tem uma frase que as feministas gostam de usar: ‘Toda mulher pode determinar sobre seu próprio corpo’. Determinar indica responsabilidade. Mas o aborto é um ato de irresponsabilidade, pois o feto não é corpo da mulher. Ela não tem o direito de determinar sobre aquela vida [o feto] assim como pode determinar sobre cortar um cabelo ou uma unha do próprio o corpo. Não podemos apoiar qualquer tipo de argumento para o aborto. Geralmente as mulheres apelam para a prática abortiva por causa de pressão familiar, de namorado e amigos.

Ratinho: Um médico pergunta se o senhor é contra o aborto mesmo em caso de estupro ou de risco de morte da mulher?
Pr. Silas: Risco de morte é outra questão. É preciso dar preferência de vida. Já estupro, eu sou contra. Se não tem condições de criar, leve para a adoção.

Ratinho: Um internauta diz que é a favor do aborto porque cada um faz o que quiser da sua vida.
Pr. Silas: O feto não é prolongamento do corpo da mulher. Então não pode fazer [o que quiser com o feto]. O aborto é a coisificação da vida. Há uma inversão de valores. Devíamos amar as pessoas e usar as coisas. Mas estamos amando as coisas e usando as pessoas.

Ratinho: Outro internauta diz que é a favor, porque, se é ilegal, é problema da mulher que abortou.
Pr. Silas: Então faz o seguinte: tira as portas e as janela das casas. Assim facilita o roubo. Libera o aborto, e a sociedade vira uma bagunça. Toda a sociedade que não tem limites se autodestrói. O problema é que temos uma síndrome. Como passamos por um período de ditadura, tudo o que colocamos limites é qualificado como ditadura. Mas tem de haver limites.

Ratinho: O jornal O Dia publicou uma foto dos 600 outdoors que o senhor espalhou pelo Rio de Janeiro. Nele, está escrito: “Em favor da família e preservação da espécia humana. Deus fez macho e fêmea”. O senhor é contra os gays?
Pr. Silas: A questão não é ser contra os gays. A questão é ser a favor da família. Os gays são contra a família?

Ratinho: O internauta diz que na Bíblia fala que devemos amar o próximo e pergunta por que o senhor é tão cruel com os gays?
Pr. Silas: Uma coisa é criticar comportamento, que é o que eu faço. Outra é discriminar pessoas.

Ratinho: É verdade que o Conselho de Psicologia tentou cassar seu registro profissional?
Pr. Silas: Sim. Tudo por causa do grupo homossexual, que tentou tirar minha licença e ainda tirar do ar o meu programa de televisão. Não sou contra os gays, mas eles querem criminalizar quem é contra [seu comportamento]. Eles têm direito de ser [gay], e eu de ser contra.

Ratinho: É verdade que o senhor criticou Marina Silva?
Pr. Silas: Pior do que um ímpio é cristão que dissimula. Marina só deveria ter uma posição: ser contra o aborto. Mas ela “jogou para a torcida”. Ela disse que ia fazer plebiscito para ganhar apoio de evangélicos e não evangélicos.

Fonte: Ministério Silas Malafaia / YouTube

Published in: on outubro 14, 2010 at 16:18  Comments (1)  

Lula defende união gay. Dilma renegará união gay em carta…

Em reunião com representatantes de 51 denominações evangélicas, Dilma Rousseff assumiu o compromisso de divulgar uma “carta aberta” ao povo de Deus.

No texto, a pupila de Lula vai assumir o compromisso de não legislar sobre matérias como a descriminalização do aborto e a união de casais gays.

Lula participou do encontro. Entrou pelos fundos, cumprimentou os presentes, apoiou a ideia da carta e saiu. De novo, pela porta de trás.

Em entrevista à TV Brasil, veiculada em setembro de 2008, o patrono de Dilma discorrera sobre a união civil entre pessoas do mesmo sexo.

Assista ao vídeo:

 

Lula disse o seguinte: “Eu a vida inteira defendi a união civil. Temos que parar com a hipocrisia, porque a gente sabe que existe…”

“…Tem homem morando com homem, mulher morando com mulher e, muitas vezes, vivem bem, de forma extraordinária…”

“…Constroem uma vida junto, trabalham juntos e por isso eu sou favorável. […] Por que os políticos que são contra não recusam os votos deles?…

“…Por que o Estado brasileiro não recusa o imposto de renda que eles pagam? O importante é que sejam cidadãos brasileiros, respeitem a Constituição…”

“…E cumpram com seu compromisso com a nação. O resto é problema deles e eu sou defendor da união civil”.

Ou seja, para o ex-Lula, esse presidente de dois anos atrás, a carta que Dilma está na bica de assinar fará dela uma política “hipócrita”.

Candidata, deveria “recusar o voto deles”. Eleita, teria de “recusar o imposto de renda que eles pagam”.

Na mesma entrevista, Lula falou sobre o aborto. Soou aquém da Dilma de 2007, que defendera a “descriminalização” da prática, numa sabatina na Folha. Porém…

Porém, o ex-Lula tratou do tema sob a ótica do chefe de Estado, não do pedinte de votos evangélicos e católicos:

“Há 26 anos, tenho uma posição, que é tratar de aborto como questão de saúde pública…”

“…Se você perguntar pra mim, presidente Lula, o senhor é contra o aborto? Sou contra, minha mulher é contra, mas o Estado tem que dar atendimento”.

Fonte: Josias de Souza (Twitter: @blogdojosias)

Published in: on outubro 14, 2010 at 09:37  Deixe um comentário  
%d blogueiros gostam disto: