Onde estão os “Jônatas” dos nossos dias?

I Samuel 23:15-16: “Vendo, pois, Davi, que Saul saíra à busca da sua vida, permaneceu no deserto de Zife, num bosque. Então se levantou Jônatas, filho de Saul, e foi para Davi no bosque, e confortou a sua mão em Deus.”

Comprometimento, fidelidade e aliança resumem a história de Davi e Jônatas. Davi não era de família rica, não teve berço de ouro e, sendo o mais novo de seus irmãos, foi escolhido para ser o rei de um povo. Mas havia um outro rei na história chamado Saul. Alguns pensam que Saul reinou pouco tempo, mas ele reinou por muitos anos, aproximadamente 40 anos ou mais. Saul foi escolhido pelo povo por sua beleza e altura. O povo escolheu Saul, mas Deus escolheu a Davi porque ele era segundo o Seu coração. Saul sabendo disso passou a odiar a Davi e o perseguiu. Entenda que Davi caiu em desgraça com Saul, mas ao mesmo tempo caiu na graça da filha de Saul, tanto que se casou com ela, e na graça do filho de Saul, pois tornaram-se grandes amigos.

Precisamos desenvolver em nosso meio pessoas que tenham palavra. Se você quer saber o que é uma pessoa decente, entenda que não é a pessoa que diz ou que quer se mostrar perfeita. Você acha que há alguma pessoa perfeita no mundo? Temos que ter em nosso meio pessoas que tenham o Salmos 15 como referência de vida. Em Salmos 15 está escrito: “Senhor, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte? Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração. Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo; a cujos olhos o réprobo é desprezado; mas honra os que temem ao Senhor; aquele que jura com dano seu, e contudo não muda. Aquele que não dá o seu dinheiro com usura, nem recebe peitas contra o inocente. Quem faz isto nunca será abalado.”

Precisamos de pessoas que mantenham a palavra, daquelas que ainda que lhe causem dano não mudam o que falam. Pessoas que assumam os seus compromissos e tenham firmeza de suas convicções. Falar a verdade é a maior virtude de uma pessoa, ainda que ela esteja errada.

A igreja é um lugar muito complexo. As pessoas que estão sentadas ao nosso lado são tão problemáticas quanto nós! Há pessoas que reclamam que na própria igreja há pessoas ruins e difíceis, mas é assim mesmo que acontece e nós somos a igreja. Uma boa parte dessas pessoas irá morar na glória, mas a outra ficará para a igreja da tribulação.

Davi não esteve junto dos príncipes e endinheirados de Israel. Ele andava com os que estavam endividados, proscritos e perseguidos e foram esses os valentes de Davi. Perceba que em pessoas que estavam quebradas, Davi conseguiu enxergar valor. No maior momento de luta da vida de Davi surgiu uma pessoa que tinha todos os motivos para traí-lo, era Jônatas, filho de Saul e herdeiro do trono, mas ele manteve a sua palavra para com Davi, porque entendeu o propósito de Deus na vida de seu irmão.

Procure entender o propósito da vida de seu/sua irmão/irmã. Seja uma pessoa fiel e compromissada, alguém que diz com o coração a verdade, porque é disso que a igreja precisa hoje. A grande maioria das igrejas evangélicas, por exemplo, é conhecida pela fragmentação que existe em seu meio, pela quantidade de igrejas, pela quantidade de denominações, pela quantidade de cargos, títulos e etc, mas não é conhecida pela unidade.

Em toda essa difícil caminhada de Davi, Jônatas foi para ele o amigo fiel, o irmão que fortaleceu a confiança dele em Deus. Se o seu coração destila ódio, se as suas palavras não têm sido bênção na vida das pessoas, se a sua posição tem sido de traição, reflita, porque isso gera consequências. Não brinque de ser igreja! Aprenda a ter a postura que Jônatas teve com Davi com as pessoas que estão a sua volta. Tenha uma vida de fidelidade com a sua igreja e com os seus irmãos. Que a sua boca seja a boca de Jônatas quando fortaleceu a confiança de Davi em Deus.

Há pessoas que pedem em suas orações para ter o coração de Davi por conta da escolha de Deus, mas esquecem-se de todas as coisas que Davi cometeu lá atrás. Se fôssemos comparar os pecados de Davi com os de Jônatas eu perguntaria: o que foi que Jônatas fez? Jônatas abriu mão do trono que tinha, por herança, porque em algum momento de sua vida entendeu que Davi tinha de ser rei. Deseje ser como Jônatas foi para com Davi! Se quer ser como Davi, um homem segundo o coração de Deus, peça a Deus para ter o lado bom dele.

Onde estão os “Jônatas” da nossa geração?

Flávia Aleixo.

Published in: on setembro 3, 2012 at 09:24  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://flaviaaleixo.wordpress.com/2012/09/03/onde-estao-os-jonatas-dos-nossos-dias/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: