Não deixe a chama apagar!

Isaías 64:1-8: “Oh! se fendesses os céus, e descesses, e os montes se escoassem de diante da tua face, como o fogo abrasador de fundição, fogo que faz ferver as águas, para fazeres notório o teu nome aos teus adversários, e assim as nações tremessem da tua presença! Quando fazias coisas terríveis, que nunca esperávamos, descias, e os montes se escoavam diante da tua face. Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera. Saíste ao encontro daquele que se alegrava e praticava justiça e dos que se lembram de ti nos teus caminhos; eis que te iraste, porque pecamos; neles há eternidade, para que sejamos salvos? Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades como um vento nos arrebatam. E já ninguém há que invoque o teu nome, que se desperte, e te detenhas; porque escondes de nós o teu rosto, e nos fazes derreter, por causa das nossas iniqüidades. Mas agora, ó Senhor, tu és nosso Pai; nós o barro e tu o nosso oleiro; e todos nós a obra das tuas mãos.”

Metamorfose só acontece uma única vez. Se precisar se repetir o processo é porque não foi metamorfose. A metamorfose é o processo único do casulo virar borboleta, por exemplo.

Essa palavra é muito séria. Um evento como esse, do congresso de carnaval, é programado por Deus e é compreendido pela liderança da igreja para criar um ambiente especial para que as pessoas se apaixonassem por Deus. Mas há uma questão: Todos nós já tivemos várias oportunidades de nos apaixonarmos por Ele. Por que não conseguimos nos manter apaixonados por Deus? Por que precisamos de novos estímulos para nos apaixonarmos por Deus? Como se manter no fogo de Deus?

Nesse texto Isaías avalia a sua própria espiritualidade e diz que queria que os céus se abrissem e queria ver Deus personificado. Parece que ele diz que está sem fogo, apático, sem vida! Então ele descreve como seria essa experiência. Isaías pede uma experiência séria, uma experiência para ser chacoalhado, completamente mexido.

Há pessoas que caminham de domingo a domingo, de congresso a congresso, recebendo o melhor de Deus nas igrejas, mas quando saem dela o nível de paixão cai. De que tipo de motivação você precisa? O grande desafio não é adquirir paixão, mas manter a paixão! Amar a primeira vez qualquer um consegue, mas manter o amor não é fácil. Por que num congresso você consegue manter isso?

Ladrões da paixão espiritual:

1) Relacionamentos: São as incompatibilidades relacionais. Você se enche de Deus, se apaixona por Deus na igreja, vai para casa e conta ao ao seu marido, por exemplo, como foi o culto. Diz que foi tudo lindo e ele, simplesmente, manda você falar baixo porque ele está vendo TV. É você contar a alguém que acorda às 3h para orar, por exemplo, e a pessoa diz: Isso passa! Sabia que muitas vezes essas pessoas são usadas para provar de que material é feito a sua fé? Você não pode obrigar as pessoas a gostarem da mesma coisa que você. Não desista, tenha paciência. Se você precisar da motivação dos homens para persistir, você desistirá.

2) Dificuldades: A vida é dura mesmo, difícil. No Haiti, por exemplo, houve um terremoto. No começo, no auge da notícia, havia dinheiro e doações de várias pessoas para restabelecer o local. Após o terremoto, quando a mídia parou de falar sobre o Haiti, a paixão por aquele projeto começou a esfriar. Você precisa de dinheiro para fazer a obra? Claro que sim, mas entenda que dificuldades virão! Essa semana, por exemplo, será difícil para aqueles que fizerem novos votos porque o inimigo tentará roubar a sua paixão. O verdadeiro Evangelho fala de todas as promessas de Cristo.

3) Cotidiano: Para este momento o cotidiano é algo muito importante porque o carnaval vai passar e você voltará à sua rotina diária. Se você desanimar por causa disso, tudo o que você construiu nesse período, do congresso de carnaval, será derrubado! Não é todo cristão que sabe lidar com a rotina. Ser cristão no cume do monte é fácil, difícil é ser cristão no trânsito do vale.

Esse texto nos ensina, também, a como manter a paixão por Deus dentro e fora de qualquer congresso. Como a vida fica uma só na presença do Senhor?

1) “Romper o céu… Coisas tremerem… Fogo nos gravetos”. O texto nos mostra uma seqüência de fatos extraordinários e sobrenaturais. Quando tudo começa a ficar monótono as coisas começam a esfriar. O Evangelho não é para ser entendido, mas crido. Tudo é milagre! O grande desafio de uma vida com Deus não é receber o milagre, mas identificá-los. Para ter fé você precisa ver uma cura de câncer? O fato de você ter a sua saúde perfeita já não é um milagre? Você quer se manter apaixonado(a)? Dê glória a Deus porque você respira, porque você é inteligente, porque você tem saúde. Não deixe a naturalidade tomar conta dos seus olhos. Olhe para as coisas com as lentes da sobrenaturalidade.

2) No versículo 4 está escrito: “Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera.” Ninguém jamais vai merecer o fazer de Deus! Ele em sua soberania, grandeza, excelência e majestade trabalha por você. Ele é soberano e está acima de qualquer circunstância de sua vida. Você quer se manter apaixonado por Deus? Então creia e veja um Deus soberano, porque se você pensar num Deus limitado e circunstancial não vai dar certo, você não conseguirá enxergá-Lo assim. Ninguém jamais consegui ou conseguirá alguma coisa contra Ele. Mantenha-se apaixonado por Deus!

3) No versículo 6 está escrito: “Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades como um vento nos arrebatam.” A santidade é incompreendida por muitas pessoas porque há pessoas que pensam que santidade é a ausência de pecado. Não meça a santidade apenas pelo fator “pecado”. A noção clara de pecado é que você precisa vencê-lo todos os dias. É você saber que pode cair a qualquer momento, mas não cede. Agarre-se à cruz. Mantenha o padrão corriqueiro e diário da confissão de pecados. Dependa da graça e da misericórdia de Deus que se renova a cada manhã. Dependa de Deus para que você não caia! Só através da santidade que o nosso fogo não se apagará.

Flávia Aleixo.

Published in: on fevereiro 24, 2012 at 16:47  Comments (1)  

The URI to TrackBack this entry is: https://flaviaaleixo.wordpress.com/2012/02/24/nao-deixe-a-chama-apagar/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. Em santidade e justiça perante ele, todos os dias da nossa vida. Lucas 1:75


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: