Cespe/UnB explica como candidato do MPU deve conferir gabarito

O Cespe/UnB informou que, para conferir o gabarito oficial preliminar do concurso do Ministério Público da União (MPU), o candidato deverá fazer a consulta individual, em link específico no site da organizadora informando o seu CPF, número de inscrição e senha. Os gabaritos foram divulgados na última terça-feira (14).

De acordo com a organizadora, as provas e gabaritos publicados na página do concurso, em formato pdf, na terça, são apenas modelos, em que são mostradas as questões aplicadas nas provas. Esses arquivos, no entanto, não podem servir para conferência do gabarito, pois as provas foram personalizadas. O G1 recebeu reclamações de leitores acreditando que as respostas divulgadas no site do Cespe/UnB estivessem erradas e pediu o esclarecimento à organizadora.

O concurso recebeu 754.791 inscrições. Foram 318.793 inscritos para disputar os cargos de analista (nível superior) e 435.998 para os cargos de técnico (nível médio). As provas foram realizadas no último fim de semana (11 e 12).

Recursos

Os questionamentos com relação às respostas podem ser apresentados na forma de recurso até esta quinta-feira (16). A organizadora informou que, caso seja detectado algum erro, ele será corrigido. “É bom lembrar que, para que o recurso não seja indeferido preliminarmente, o candidato deverá seguir rigorosamente as regras contidas no edital de abertura do certame, e deve, também, ser claro, consistente e objetivo em seu pleito. De acordo com esse edital, todos os recursos serão analisados e se do exame deles resultar anulação de item integrante de provas, a pontuação correspondente a esse item será atribuída a todos os candidatos, independentemente de terem recorrido”, informou o Cespe/UnB.

De acordo com a entidade, a aplicação das provas ocorreu com tranquilidade. No sábado, a seleção foi para os cargos de nível superior, com o comparecimento de 79,9% dos candidatos, total de 20,1% de abstenção. No domingo, houve comparecimento de 80,5% dos 435.998 candidatos inscritos – abstenção de 19,5%. O total de faltosos foi de 84.877.

Os candidatos classificados para os cargos de técnico de apoio especializado/segurança e técnico de apoio especializado/transporte serão convocados em edital específico para as provas de aptidão física e prática de direção veicular.

As provas foram realizadas em 465 escolas, num total de 19.485 salas, com 55 mil colaboradores entre coordenadores, chefes e fiscais de sala, seguranças e equipes de apoio. Foram aplicadas provas personalizadas, o que gerou gabaritos individuais para os candidatos.

Cargos

Os cargos são de nível médio (técnico) e nível superior (analista) – 5% das vagas são reservadas a portadores de deficiência. Os salários são de R$ 3.993,09 para técnico e de R$ 6.551,52 para analista. As vagas são para todo o país. São 408 vagas para técnico e 186 para analista (veja aqui o edital).

O aprovado deverá permanecer em exercício na unidade administrativa para a qual foi nomeado pelo período mínimo de 3 anos.

As vagas de analista são para as áreas administrativa, antropologia, arqueologia, arquitetura, arquivologia, biblioteconomia, biologia, comunicação social, contabilidade, controle interno (graduação em qualquer área), economia, engenharias agronômica, ambiental, civil, segurança do trabalho, elétrica, florestal, mecânica, química e sanitária, além de estatística, geografia, geologia, informática (banco de dados, desenvolvimento de sistemas, perito e suporte técnico), medicina, medicina do trabalho, orçamento, saúde (cardiologia, clínica médica, dermatologia, endocrinologia, enfermagem, fisiatra, ginecologia, nutrição, odontologia, pediatria, psicologia, psiquiatria e serviço social), analista atuarial e analista processual.

As vagas de técnico são para as áreas de administrativa, apoio especializado (controle interno, edificação, orçamento, segurança e transporte), além de informática e saúde (consultório dentário e enfermagem). No caso das áreas de segurança e transporte o candidato deve ter carteira nacional de habilitação nas categorias D ou E.

Locais de lotação

A convocação dos candidatos aprovados será para as unidades administrativas dos quatro ramos que compõem o Ministério Público da União (Ministério Público Federal, Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, Ministério Público Militar e Ministério Público do Trabalho), bem como no Conselho Nacional do Ministério Público. O candidato não escolhe nem indica qual o ramo de sua preferência dentro do MPU. Ele será nomeado em qualquer um dos Ministérios Públicos que compõem o MPU ou no Conselho Nacional do Ministério Público.

Fonte: G1

Published in: on setembro 16, 2010 at 14:36  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://flaviaaleixo.wordpress.com/2010/09/16/cespeunb-explica-como-candidato-do-mpu-deve-conferir-gabarito/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: