Nada sente? Nada vê? Siga…

“Porque assim diz o Senhor: Não sentireis vento, nem vereis chuva, todavia este vale se encherá de tanta água, que bebereis vós, e o vosso gado e os vossos animais”. (II Reis 3:17)

Para os que conhecem a natureza da “Fé”, estamos diante de dois modos errados de perceber a realidade:

1. Nossos sentimentos (“Não sentires Vento”) não podem ser padrão aferidor dos fatos! Eles são um instrumento inadequado de percepção da realidade, podendo percebê-la apenas em uma parte mínima – e o pior – distorcer fatos. Lembra do texto no qual Jeremias afirma que, “enganoso é o coração”? Isso mesmo! Seja na escolha de um parceiro ou parceira, ao tomar decisões em qualquer área da vida, não descarte os sentimentos totalmente, mas não dependa deles ou fracassará.

A emoção deverá vir, como elemento de bênção, após vencida a luta: mas enquanto está nela, lembre-se do exemplo de atletas que vão aos jogos olímpicos com o coração tenso, ou soldados que partem para a guerra cheios de temores, mas assim mesmo seguem adiante! Falo por experiência própria: sirvo ao meu Senhor há mais de 30 anos e quantas vezes, dobrei os joelhos para orar sem conseguir pronunciar uma palavra e sem sentir coisa alguma.

Em quantas situações – a vontade era de correr ou sumir – mas tive de subir a um púlpito e me colocar diante de milhares de pessoas para pregar, e mal elas sabiam que minha alma estava destroçada! Não perca o controle de sua vida permitindo que seus sentimentos ditem as regras ou determinem suas atitudes, porque você só vai bagunçar mais as coisas.

2. Nossa visão racional da realidade é de suma importância, na verdade o que permitiu a humanidade dominar terra, mares e ar, lançar-se até o espaço exterior, controlar situações inimagináveis, foi o uso da razão! Seja uma pessoa sábia ao tomar decisões! Mas quando todo nosso conhecimento não pode ajudar, quando os dados que dispomos são insuficientes para tomar decisões ou lançar-se numa empreitada necessária, quando nos colocamos a pensar em fatos passados – as vezes soluções do passado são totalmente ineficazes para problemas novos, podendo até agravar a situação – e não temos referenciais concretos, então é preciso agir com Fé!

“Nem vereis chuva”. Mas fique firme, crendo que Deus é Fiel! Aquela intuição que não se explica, aquela energia misteriosa que faz uma mãe em desespero levantar sozinha um carro porque o filho está preso nas ferragens, ou atirar-se às águas sem saber nadar, e tudo acaba dando certo, sem que haja explicação racional, se encontra na dimensão misteriosa da Fé. E (um dia escrevo sobre isso) até os cientistas – queiram ou não admitir – se movem por alguma espécie de Fé.

É nessa tempestade que a estrutura de seu barco vai ser provada: O Mestre está nele, esperando que você aprenda mais a arte da navegação. Cultive sua razão e viva sua emoção, mas é fundamental que você aprenda a viver por Fé.

Fonte: Darckson Lira

Anúncios
Published in: on agosto 16, 2010 at 19:38  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://flaviaaleixo.wordpress.com/2010/08/16/nada-sente-nada-ve-siga/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: