Juíza nega habeas corpus a acusada de torturar criança

A Justiça negou, esta tarde, a liminar que pedia a revogação da prisão de Vera Lúcia Sant’ Anna Gomes, de 66 anos, acusada de tortura contra a filha adotiva, de 2 anos. Para a desembargadora Gizelda Leitão Teixeira, da Quarta Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, a procuradora mostrou “verdadeiro desprezo pela lei”. Vera Lúcia teve a prisão decretada na última quarta-feira, mas ainda não foi encontrada.

“Procurada, por ordem judicial, pela polícia judiciária nos locais em que informou que poderia ser encontrada, simplesmente desapareceu. Se não houvesse motivo para a decretação da custódia preventiva, agora há motivos e bem contundentes para que a paciente seja mantida custodiada, pois demonstrou verdadeiro desprezo pela lei”, escreveu a relatora em seu despacho. Ainda no voto, a desembargadora disse que, ao ler o processo com o depoimento das testemunhas, constatou “a crueldade com que a menor seria tratada dentro de casa”.

O advogado da procuradora, Jair Leite Pereira, não atendeu as ligações. Quando ingressou com o habeas corpus, na última sexta-feira, disse que se a liminar fosse negada, sua cliente só se apresentaria após o julgamento do mérito do habeas corpus, que ainda não tem data para ocorrer.

Fonte: G1 / Agência Estado

Published in: on maio 10, 2010 at 21:33  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://flaviaaleixo.wordpress.com/2010/05/10/juiza-nega-habeas-corpus-a-acusada-de-torturar-crianca/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: