Comando da campanha de Dilma desaprova críticas de guru virtual ao jingle da Globo

O comando da campanha da pré-candidata Dilma Rousseff (PT) desaprovou a atuação do guru virtual Marcelo Branco em relação ao jingle de 45 anos da TV Globo, informa hoje o “Painel” da Folha, editado por Renata Lo Prete:

Plim-Plim: Embora parlamentares petistas tenham festejado no Twitter o recuo da Rede Globo, que retirou do ar peça institucional considerada passível de associação com a propaganda de José Serra (PSDB), o comando da campanha de Dilma Rousseff (PT) desaprovou a condução do episódio, no qual o coordenador da área de internet, Marcelo Branco, deflagrou na blogosfera uma ofensiva contra a emissora -com a qual o QG dilmista vem tentando aparar arestas. O guru virtual foi alertado de que suas novas funções o impedem de se manifestar como bem entender -daí a mensagem, postada por Branco no final da tarde de anteontem, para registrar que havia feito seus comentários “em caráter pessoal”.

Branco, que coordena a campanha de Dilma na internet, deflagrou uma ofensiva na web contra a emissora.

Na terça-feira, ele escreveu em seu Twitter (microblog) que via no jingle da Globo uma mensagem sublimar favorável ao pré-candidato tucano José Serra.

Após a polêmica, a Globo tirou do ar o jingle do ar. Em nota, a emissora afirma que o filme foi criado em novembro de 2009, quando “não existiam nem candidaturas muito menos slogans”.

Confira o vídeo aqui.

Nesse mesmo dia, Branco voltou a usar o Twitter para dizer que seus comentários sobre o jngle foram feitos em caráter pessoal. “Sobre o #jingledaglobo: meu RT e comentarios foram de carater pessoal. Eu nao falo em nome da Dilma e nem da coordenacao”, escreveu ele.

De acordo com o “Painel”, Branco foi alertado pelo comando da campanha de que suas novas funções o impedem de se manifestar como bem entender. Por isso ele teria escrito no Twitter que suas declarações tinham sido dadas em “em caráter pessoal”.

Ontem, Branco voltou a se defender no Twitter. “‘Enquadrar’ a liberdade de expressão, mesmo que crítica a publicações de terceiros, como censura, é um menosprezo com a democracia”, disse.

Polêmica

O líder do PSDB na Câmara, João Almeida (BA), classificou de autoritária a suspeita levantada pela campanha petista de que o vídeo de 45 anos da Globo fazia alusão ao pré-candidato José Serra.

“É o viés autoritário que conduz ao raciocínio absurdo em relação à suspensão daquela propaganda. No fundo, o que está no pensamento deles, o que eles têm em conta está no Programa Nacional de Direitos Humanos”, afirma o deputado.

Para ele, é hilária a relação entre os 45 anos de Globo e o número 45 do PSDB. “O Roberto Marinho fundou sua Organização Globo, há 45 anos, já sabendo que agora, 45 anos depois, haveria um partido político com o número 45, prestes a ganhar a eleição”, diz Almeida, segundo nota de sua assessoria.

Fonte: Folha Online

Anúncios
Published in: on abril 21, 2010 at 14:00  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://flaviaaleixo.wordpress.com/2010/04/21/comando-da-campanha-de-dilma-desaprova-criticas-de-guru-virtual-ao-jingle-da-globo/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: