Corpo de Edison Ledo Ronchi deve ser cremado sábado em Balneário Camboriú

O corpo do Edison “Ledo” Ronchi já está em Balneário Camboriú, onde deve ser cremado no sábado. Segundo amigos da família, o prazo seria um pedido da própria polícia, que investiga o caso.

Ledo morreu assassinado na noite de quarta-feira em casa, em Florianópolis. Um terceiro suspeito de participar do crime foi preso pela polícia.

Um cerimonial, no crematório de Balneário Camboriú na noite desta quinta (8), marcou as últimas despedidas ao empresário. Foram 25 minutos de orações e leituras de mensagens, uma delas lida pelo surfista Ícaro Ronchi, um dos dois filhos de Ledo. Cerca de 50 pessoas estavam reunidas no local.

Engarrafamento

O velório, que ocorreu até as 17h desta quinta-feira, reuniu centenas de pessoas no Cemitério Jardim da Paz, em Florianópolis. O movimentação no local foi tão intensa, que chegou a parar o trânsito na SC-401, principal ligação entre o Centro da cidade e o Norte da Ilha.

Por volta das 13h desta quinta, a polícia, que considera o caso como latrocínio (roubo seguido de morte), prendeu Aruã Kaiser Malagoli, de 18 anos, mais um suspeito de participar do crime.

Prisão dos suspeitos

Durante a madrugada, foram presos Shayman Silveira Cabral, de 20 anos, e um adolescente de 16, também suspeitos de envolvimento no assassinato. A polícia ainda busca um quarto homem que teria participado.

Segundo a polícia, eles confessaram o crime, mas não disseram quem efetuou os disparos que mataram Ledo.

Shayman carregava um revólver calibre 38, mesmo tipo de munição usada no assassinato. O Instituto Geral de Perícias vai realizar um exame de balística para descobrir se os disparos partiram da arma.

Como foi

Edison Ronchi e o filho mais novo dele, de 16 anos, estavam sozinhos em casa quando foram surpreendidos pela dupla de assaltantes, na casa do empresário, no bairro Ponta das Canas, em Florianópolis. Os bandidos renderam primeiro o garoto, que foi amordaçado.

De acordo com a polícia, um dos bandidos teria sido reconhecido por Ledo, que acabou baleado e morreu no local. A mulher, com quem era casado havia mais de 20 anos, e o filho mais velho de Ledo, de 19 anos, não estavam em casa. Foi o quinto assalto à residência nos últimos três meses.

Ledo era dono de uma loja de calçados e reconhecido entre os praticantes do surfe. Foi dono da revista Inside e presidente da Federação Catarinense de Surf (Fecasurf).

Fonte: Diário Catarinense

Anúncios
Published in: on abril 9, 2010 at 09:36  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://flaviaaleixo.wordpress.com/2010/04/09/corpo-de-edison-ledo-ronchi-deve-ser-cremado-sabado-em-balneario-camboriu/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: