Cembranelli é ovacionado na missa de dois anos da morte de Isabella Nardoni

SÃO PAULO – O promotor Francisco Cembranelli foi calorosamente aplaudido nesta terça-feira ao entrar na Igreja Nossa Senhora dos Prazeres, no bairro Parada Inglesa, Zona Zorte de São Paulo, um pouco antes do começo da missa pelos dois anos da morte da menina Isabella Nardoni. O promotor, responsável no júri popular pela acusação do casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, condenado pelo assassinato da criança, foi recebido com abraços e beijos pela mãe da menina, Ana Carolina Oliveira, muito emocionada.

A igreja, completamente lotada, tinha mais de 500 pessoas na missa que começou por volta das 20h. O padre que fez a celebração, Humberto Robson de Carvalho, foi o mesmo que batizou Isabella e que conduziu a missa de um ano pela sua morte.

-É bom a comunidade ver de perto quando temos alguém que luta pela Justiça – disse o padre Humberto ao se dirigir ao promotor Cembranelli, ovacionado pelos presentes à missa de Isabella.

Nesse momento, a mãe Ana Carolina Oliveira desabou de tanto chorar. O padre parou a missa e foi consolá-la.

De acordo com o avô da Isabella, José Oliveira, o único a falar antes da missa começar, a neta morreu nas primeiras horas do dia 30 de março de 2008, por isso a celebração religiosa ter sido marcada para este terça. Segundo ele, falando em nome pessoal, depois do julgamento o sentimento na família é de alívio.

– Estou mais tranquilo, mais sossegado, mais aliviado. Toda aquela tensão que nós sofremos na semana anterior, hoje nós estamos mais aliviados um pouco. Só estamos com saudade. Mas a saudade vai ficar, o tempo dificilmente vai apagar -disse José.

Todos os familiares de Isabella vestiam uma camiseta branca com a fotografia da garota e a frase “Isabella, para sempre nossa estrelinha”.

Antes da missa começar dezenas de camisetas foram distribuídas gratuitamente para os interessados, que se organizaram em fila.

Na madrugada do último sábado, o pai da garota, Alexandre Nardoni, e a madrasta, Anna Carolina Jatobá, foram condenados pela morte da criança. O pai de Isabella foi condenado a 31 anos de prisão, e a madrasta, a 26. Eles estão presos em penitenciárias de Tremembé, cidade a 140 km de São Paulo.

O advogado de defesa de Alexandre Nardoni e Anna Jatobá, Roberto Podval, admitiu que são pequenas as chances de o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) decidir favoravelmente ao pedido de um novo julga-mento para o casal. Para Podval, o clamor popular que o caso provocou deve influenciar, pela proximidade do TJ dos réus. Ele disse que caso não obtenha sucesso, vai recorrer aos tribunais superiores e espera uma decisão favorável do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ou do Supremo Tribunal Federal (STF).

Fonte: O Globo

Anúncios
Published in: on março 30, 2010 at 23:26  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://flaviaaleixo.wordpress.com/2010/03/30/cembranelli-e-ovacionado-na-missa-de-dois-anos-da-morte-de-isabella-nardoni/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: